UAlg e MarAlgarve reúnem atores regionais para discutir a cooperação na Economia do Mar

06/05/2014

UAlg e MarAlgarve reúnem atores regionais para discutir a cooperação na Economia do Mar

“Promover a Cooperação para o Crescimento Azul no Algarve” foi o tema do workshop, que se realizou no passado dia 30 de abril, na Faculdade de Economia, Campus de Gambelas. Esta iniciativa, realizada no âmbito do projeto KIMERAA- Knowledge Transfer to Improve Marine Economy in Regions from the Atlantic Area, foi organizada pela Universidade do Algarve, através do Centro de Investigação sobre Espaço e Organizações (CIEO), em parceria com a MarAlgarve - Plataforma Mar do Algarve.

Integrado no Dia Europeu do Mar conferido pela Comissão Europeia, o evento teve como principal objetivo discutir e detetar os constrangimentos à cooperação entre os diferentes atores regionais na Economia do Mar, de modo a estimular a geração de ideais e de projetos que possam vir a aproveitar, eficazmente, as oportunidades que surgem no contexto do novo período de programação financeira da União Europeia, entre 2014 e 2020.

O workshop, que contou com a presença de cerca de 50 participantes, dividiu-se em três sessões temáticas, iniciando-se com uma apresentação do projeto KIMERAA sobre a importância da Economia do Mar, a relevância da Estratégia Europeia de Crescimento Azul e os resultados recentes de um estudo sobre necessidades de conhecimento e de inovação na Economia do Mar.

De seguida, foi organizada uma mesa redonda que contou com a presença de diversos stakeholders regionais, como a Universidade do Algarve e centros de investigação relacionados com as temáticas do mar, empresas privadas do sector, como a Nécton S.A, a Sparos e a Companhia de Pescarias do Algarve, e, ainda, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR), o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP), a Marina de Albufeira, o Município de Faro e a Plataforma do MarAlgarve.

O debate incidiu sobre as barreiras à cooperação entre os atores da Economia do Mar no Algarve e as medidas para colmatar essas barreiras. Os participantes identificaram três principais blocos de barreiras à cooperação, nomeadamente, o hiato existente entre o tecido empresarial e a Universidade e centros de investigação, no que diz respeito ao que são os desafios do mercado e ao conhecimento científico produzido, a falta de massa crítica regional para implementar qualquer tipo de iniciativa e, por último, a complexa legislação que rege e constrange os assuntos marítimos.

Como principais medidas para ultrapassar estas barreiras, os atores regionais identificaram a relevância da criação de agentes facilitadores entre as necessidades empresariais e o potencial do conhecimento científico existente, de descentralização das políticas públicas de modo a incrementar a cooperação, de captação de investimento externo estruturante para o Algarve, e a definição clara de objetivos partilhados como fator essencial para a consolidação de um cluster marítimo regional.

 O workshop terminou com uma sessão sobre as oportunidades no contexto do Horizonte 2020 e Ideias para o Crescimento Azul no Algarve, pela Unidade de Apoio à Investigação Científica da UAlg (UAIC).

Recorde-se que o projeto KIMERAA, que termina em junho de 2014, é cofinanciado pelo Programa Operacional Espaço Atlântico 2007-13 através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, tem parceiros de Portugal, Espanha, França, Reino Unido e Irlanda.