Investigadora do CCMAR recebe prémio internacional

Investigadora do CCMAR recebe prémio internacional

Ester Serrão, investigadora do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) e docente da Universidade do Algarve, foi uma dos onze cientistas internacionais e conservacionistas premiadas em todo o mundo com o prestigiado Marine Fellow Prize 2017, atribuído pela Fundação Pew dos Estados Unidos.

A investigadora do CCMAR vai receber uma bolsa no valor de 150 mil dólares para desenvolver um programa de três anos na área da biodiversidade e conservação. O objetivo do projeto, que Ester Serrão vai coordenar, é identificar áreas de biodiversidade especialmente elevada em florestas submarinas de plantas marinhas e de algas castanhas, o que permitirá identificar oportunidades para proteger estes recursos naturais. O trabalho é acompanhado por iniciativas que têm em vista facilitar e apelar à participação dos cidadãos na recolha de informação e acompanhamento do progresso da investigação.

O prémio tem distinguido durante décadas excelentes investigadores conhecidos mundialmente pelo seu contributo para a conservação marinha. Ester Serrão reagiu a esta distinção dizendo que “este prémio é o reconhecimento da importância global do nosso trabalho e também um grande incentivo para mim e para o grupo de estudantes, técnicos e investigadores que trabalham comigo, arduamente para aumentar o conhecimento global sobre as florestas marinhas”.

O programa Pew de Bolseiros de Conservação Marinha faz parte da divisão de ciência ambiental da The Pew Charitable Trusts e fornece bolsas a cientistas excecionais das ciências naturais e sociais para apoiar projectos inovadores para desenvolvimento e implementação de soluções para os desafios que afectam o oceano global.

O CCMAR é uma das principais organizações portuguesas dedicada às ciências do mar, tendo em vista um ambiente marinho saudável e a conservação e uso sustentável dos recursos, através da investigação, formação, disseminação e divulgação do conhecimento.

Sobre Ester Serrão:

Ester Serrão tem licenciatura em Recursos Faunísticos e Ambiente (1989), mestrado em Estatística (1992) pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, doutoramento em Biologia (1996) pela Universidade de Maine dos Estados Unidos e Agregação (2007) pela Universidade do Algarve. É docente da Universidade do Algarve desde 1990, sendo actualmente professora Associada e líder do grupo de investigação em Ecologia, Evolução e Biogeografia Marinhas.