Tunas

VERSUS TUNA - TUNA ACADÉMICA DA UNIVERSIDADE DO ALGARVE

Numa noite entre copos e conversa, como nascem todas as tunas, três conceituados membros desta academia lançam a ideia da fundação de uma tuna académica: José Artur Melo, Rogério Alexandre Simões Leal e João Carlos Rocha Catarino. A eles se juntou um honorável grupo de colegas, estando assim reunidas as condições para a formação da Versus Tuna - Tuna Académica da Universidade do Algarve.

Na noite de 28 para 29 de novembro de 1991, em jeito de ensaio, acontece uma serenata que acaba por vir a ser a primeira aparição da Tuna em público, ainda sem a existência de um traje respetivo. A apresentação oficial da Versus Tuna acontece a 7 de maio de 1992, dia em que marca para a posteridade o uso dos primeiros trajes académicos da Universidade do Algarve.

Em 1999 organiza o I Fartuna – Festival Ibérico de Tunas Académicas. Já em 2000, durante a segunda edição, desta feita sob a designação de Festival de Tunas Académicas da Cidade de Faro, edita um CD com a participação das diversas tunas presentes nessa edição. Durante o ano de 2012 enquadrado nas comemorações do seu 20ª aniversário edita um DVD do XIV Fartuna. Festival este organizado anualmente que caminha já para a sua décima quinta edição.

Durante 20 anos muitos boémios e trovadores envergaram, com orgulho, o traje da Universidade do Algarve, acompanhando a tuna em diversos pontos do país e além fronteiras.

ENSAIOS: 
Terças e quintas-feiras, a partir das 21h30, nas garagens do Complexo Pedagógico do Campus da Penha.

CONTACTOS:
E-mail: versustuna@gmail.com
http://versustuna.blogspot.pt/
https://www.facebook.com/Versus.Tuna

 

FEMINIS FERVENTIS - TUNA ACADÉMICA FEMININA DA UNIVERSIDADE DO ALGARVE

A Feminis Ferventis – Tuna Académica Feminina da Universidade do Algarve foi fundada a 10 de dezembro de 1992, por um grupo de raparigas de várias escolas e faculdades da Universidade do Algarve que ansiavam preencher uma lacuna existente no ambiente académico. A sua primeira atuação deu-se, no entanto, a 24 de março de 1993, por ocasiões do Dia do Estudante, na já extinta Tasca do Estudante, em Faro, servindo de mote todos os anos às comemorações do Aniversário da Tuna. A partir daí, até aos dias que correm, a Feminis Ferventis nunca parou. Cantam e encantam a quem as queira ver e ouvir, por diversos pontos de Portugal Continental e Ilhas, sempre com a mesma alegria e vontade de animar e transmitir o espírito que caracteriza as gentes algarvias. Envergando o traje padrão da Universidade do Algarve, desde cedo adotaram uma peça que só a nós nos caracteriza, distinguindo-as de todas as outras estudantes, os cullotes que usam debaixo da saia. Entre elas distinguem-se pela cor da fita dos cullotes, sendo a fita branca utilizada pelas Projeto a Caloiras, a azul pelas Caloiras e a laranja, cor da Feminis Ferventis, utilizada pelas mui nobres Tunantes desta Tuna.  

Até à gravação do primeiro CD – Feminis Ferventis –, em 1997, foi um pulinho, seguindo-se o segundo, Encantos, em 2001. Ambos se caracterizam pelo repertório maioritariamente original e tradicional português, tradição que esta Tuna gosta de manter.  Em 2003 deu-se a concretização de um sonho: a Feminis Ferventis organizava o I Moura Encantada – Festival de Tunas Femininas no Algarve. Depressa este se tornou “o menino dos nossos olhos” e, em 2010, o Moura Encantada subiu a um novo palco: o Teatro das Figuras. Em 2012, realizou-se o X Moura Encantada.  A 18 de dezembro do ano de 2010, a Feminis Ferventis deu mais um passo importante na sua História enquanto Tuna. Esta foi a data do seu Irmanamento com a TUFES - Tuna Feminina Scalabitana da ESE de Santarém, como resultado das boas relações e grande amizade entre as duas tunas.  Tendo já percorrido Portugal de Norte a Sul, nos mais diversos âmbitos (sempre acompanhadas da sua querida Assunção, o nosso ceptro de praxe e Tunante mais antiga desta Tuna), a Feminis Ferventis continua nos dias de hoje a cantar e encantar com a mesma garra e vontade com que o fez há vinte anos. 

“Que a música palpite nos vossos corações e transpareça num sorriso largo.” Feminis Ferventis 

ENSAIOS: 
Terças e quintas-feiras, das 20h às 22h,  no Complexo Pedagógico do Campus da Penha.

CONTACTOS:
E-mail: feminisferventis@gmail.com
http://versustuna.blogspot.pt/
https://www.facebook.com/tuna.feminisferventis/

 

REAL TUNA INFANTINA - TUNA ACADÉMICA MISTA DA UNIVERSIDADE DO ALGARVE

Fundada a 15 de maio de 1995, a Real Tuna Infantina é constituída por estudantes da UAlg e inclui elementos de ambos os sexos. Cultivam o espírito académico e reúnem-se no sentido de fomentar esse mesmo espírito. Têm por base o orgulho de pertencer à Academia, contribuem para o seu desenvolvimento e participam ativamente nas suas atividades, para além de tentarem transmitir a outros estudantes uma boa imagem desta Universidade.

ENSAIOS: 
Quartas-feiras, a partir das 20h,  no Auditório da Faculdade de Economia do Campus de Gambelas.

CONTACTOS:
E-mail: infantina@hotmail.com
http://infantina.blogspot.pt/
https://www.facebook.com/rtinfantina

 

TUNABEBES - TUNA ACADÉMICA DO CAMPUS DE PORTIMÃO

Tudo começou com um pequeno grupo de amigos que gostavam de cantar a vida académica, corria o ano letivo de 95/96. Lembraram-se então de formar uma Tuna com o nome de “Handa ká prá ki” – Tuna Académica de Portimão, mas por falta de instrumentistas o projeto não vingou. Como a vontade de criar uma Tuna era demasiado forte, nunca a coragem abandonou os estudantes do então Pólo de Portimão que, uma vez mais em 96/97, formaram uma Tuna denominada de “Portunis Cantantis”, mas o fado repetiu-se e o projeto, mais uma vez não singrou. Decorria o ano letivo de 97/98 quando a vontade e a coragem se aliaram ao saber instrumental, vencendo assim o triste fado de anos anteriores. Finalmente a Tuna vinga com o nome de “Polis Portuna” e pode-se dizer que foi este o ano de afirmação de um grupo de amigos como Tuna.

No ano seguinte, 98/99, a falta de acordo em relação à denominação da mesma, leva mais uma vez à sua alteração, passando a ser definitivamente a TunaBebes – Tuna Académica do Campus de Portimão. Desde então a TunaBebes tudo tem feito ao seu alcance para levar e elevar o bom-nome da Universidade do Algarve e das tradições desta tão rica Região Algarvia. No próprio Campus de Portimão a TunaBebes tem um papel fundamental, uma vez que atua em simbiose com a Associação Académica e com o Núcleo Pedagógico de Portimão, como forma de “esquecer o tamanho do Campus”. O problema do “tamanho” é uma questão que preocupa a TunaBebes. Uma vez que entram pouco mais de cem alunos por ano, existem muito menos probabilidades de entrar alguém com conhecimentos musicais, por isso apostam na formação musical dos seus Tunantes, por forma a colmatar as necessidades.

A tentativa de fazer sempre melhor em termos qualitativos, propagar o espírito académico e as relações entre tunantes, nunca deixando de exaltar esta nobre região é o principal objetivo.

CONTACTOS:
E-mail: tunabebes@gmail.com
http://tunabebes.com/index.htm

 

ENFARTUNA - TUNA DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE DO ALGARVE

A Enfartuna - Tuna de Enfermagem da Universidade do Algarve surgiu a 14 de junho de 2011, fruto da vontade e do esforço de alguns estudantes de Enfermagem, amantes de música, como forma de colmatar a ausência de uma Tuna de Enfermagem na nossa mui nobre Universidade. É com especial orgulho que desde então têm trabalhado ao máximo para se desenvolverem como tuna e para se manterem unidos, pois quando a Enfartuna se formou, apenas uma minoria de elementos tocavam instrumentos. Hoje em dia e após um grande esforço, praticamente todos os elementos aprenderam a tocar em prol de uma maior diversidade instrumental. Esforçam-se para cumprir o maior propósito: levar o bom nome da Universidade do Algarve e da Enfermagem pelo mundo fora, espalhando o espírito académico, boa música, alegria e vida boémia, claro está!

ENSAIOS:
Segundas e quintas-feiras, pelas 18h30, no auditório da Escola Superior de Saúde (ESSUAlg).

CONTACTOS:
E-mail: enfartuna@gmail.com
https://www.facebook.com/Enfartuna