Boas Práticas para o Envelhecimento Ativo e Saudável discutidas na UAlg

 
O I Encontro de Boas Práticas para o Envelhecimento Ativo e Saudável da Região do Algarve, realizou-se no dia 18 de março, no grande auditório Caixa Geral de Depósitos, no Campus de Gambelas da Universidade do Algarve.
Share

A iniciativa foi promovida pelo Algarve Active Ageing A3 com vista a divulgar as melhores práticas do Algarve no âmbito do envelhecimento ativo e saudável, fomentando o debate na procura de melhores soluções e abordagens para a melhoria da qualidade de vida da população sénior.

O Algarve Active Ageing – A3 surge de um consórcio criado entre a Universidade do Algarve e a CCDR Algarve, sendo dinamizado pelo ABC. É um ecossistema que reúne mais de 80 organizações na ótica da hélice quadrupla: academia, governança, empresas e sociedade civil.  Estas entidades trabalham de forma colaborativa no desenvolvimento de soluções inovadoras, promovendo o envelhecimento ativo e o aumento do número de anos de vida saudável, com impacto na população da região do Algarve. 

Neste evento foram apresentadas as melhores candidaturas ao Prémio de Boas Práticas 2022 Algarve Active Ageing – A3, uma iniciativa lançada pelo Programa para uma Sociedade Longeva (PSL), em parceria com o Reference Site Algarve Active Ageing, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, o Centro Académico Algarve Biomedical Center (ABC) e a Universidade do Algarve.

O Prémio surge em resposta a diversos objetivos propostos nas atividades do projeto PSL, alinhados com os objetivos do consórcio Algarve Active Ageing – A3, enquanto catalisador da criação de sinergias positivas entre os diversos parceiros regionais, com o objetivo de estabelecer uma abordagem abrangente e baseada na inovação para o envelhecimento ativo e saudável no Algarve.

Foram submetidas 55 boas práticas por promotores e copromotores dos 16 municípios do Algarve, distribuídas pelas quatro categorias a concurso: Saúde (21 candidaturas), Território Inclusivo (9 candidaturas), Coesão e Participação Social (21 Candidaturas) e Economia Grisalha (4 candidaturas).

As 55 boas práticas são implementadas na região por 167 parceiros e promotores.

Na categoria SAÚDE foi selecionada a boa prática “Reabilitar para a Vida” (promotores: Centro Humanitário de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa, Câmara Municipal de Tavira, Câmara Municipal de Castro Marim, Câmara Municipal de Alcoutim; NOS, Samsung, Rotary Club Tavira e pelo Portugal Inovação Social, cofinanciado: CRESC ALGARVE 2020; PORTUGAL 2020; Fundo Social Europeu).

Na categoria TERRITÓRIO INCLUSIVO foi selecionado o projeto «+ Próximo» (promotores: Centro Humanitário de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa, Câmara Municipal de Alcoutim e Ministério da Administração Interna).

Na categoria COESÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL a boa prática vencedora foi a “Aldeia dos Saberes e dos Afetos” (promotores: Centro de Animação e Apoio Comunitário da Freguesia de Alte, Junta de Freguesia de Alte, Câmara Municipal de Loulé, Escola Profissional de Alte, Farmácia Horta Figueiredo).

Na categoria ECONOMIA GRISALHA a boa prática selecionada foi a “Oficina Móvel Loulé Sénior - A Câmara Mais Perto do Cidadão”, (promotores: Câmara Municipal de Loulé, juntas de freguesia do território (Almancil, Alte, Ameixial, Salir, Boliqueime, Quarteira, S. Clemente, S. Sebastião e União de freguesias Querença, Tor e Benafim).

O Encontro contou com cerca de 160 participantes de todos os municípios da região, que elegeram a melhor boa prática por categoria. Ao longo do dia estiveram em exposição todas as boas práticas a concurso que não passaram à final, de forma a promover uma troca de experiências entre instituições e municípios da região. 

No âmbito do evento foram ainda anunciados os vencedores do Concurso de Fotografia “Envelhecimento Saudável e Ativo para a Longevidade e Vida Autónoma”

As 10 melhores fotografias integrarão a exposição de fotografia "Envelhecimento Saudável e Ativo para a Longevidade e Vida Autónoma", que inaugurará na Universidade do Algarve, seguindo para a Faculdade de Medicina e Ciências Biomédicas, para a Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo e, por último, para a CCDR Algarve.