Exposição "ALVARÁ"

BASAP
a
-
Faro - Galeria Trem
Share

BASAP.., GAT.UNO e LEANDRO MARCOS, antigos alunos da licenciatura em Artes Visuais da Universidade do Algarve, são os três artistas que compõem a exposição coletiva Alvará a inaugurar, no dia 29 de abril, às 18h00, na Galeria Trem, em Faro.

ALVARÁ é uma exposição no âmbito da programação do Curso de Artes Visuais da Universidade do Algarve para a Galeria Trem, com o apoio do CIAC, da FCT e da Câmara Municipal/Museu Municipal de Faro.

A entrada é gratuita, mas limitada ao número de pessoas em permanência no espaço. O uso de máscara é obrigatório.

A exposição estará patente até ao dia 19 de junho.

Horário: 11:30 às 18:00 de seg. a sexta e das 10:30 às 17:00 ao sábado

Sobre os artistas

Leandro Marcos

Leandro de Sousa Marcos é um artista português nascido e criado em Faro (1992). A sua carreira artística começou em 2012, quando frequentou a Licenciatura em Artes Visuais, na Universidade do Algarve, onde foi aluno de alguns dos mais influentes artistas da segunda metade do século XX em Portugal (XANA – Alexandre Alves Barata , Pedro Cabral Santo e Rui Sanches). Participou até ao momento em várias exposições coletivas e individuais, incluindo “(IN)Consciente” no Q Espaço Cultural em Faro, “OILGARVE”, FARPA LAB (Faro), “Ligéni 72, (subs.) formas estranhas”, FARPA LAB (Faro) em 2015, “289 Projecto de Pedro Cabrita Reis”, 289 Associação Cultural (Faro), “A Ponte”, Galeria LAR (Lagos), em 2019, entre outras. Em 2015 foi convidado a integrar o Coletivo de Policromia por Nuno Viegas A.KA. Metis e MENAU de onde saiu em 2017, juntando-se ao colectivo da 289 – Associação Cultural até hoje, onde tem um atelier partilhado com Régis Ribeiro. Desde 2018, mantém uma parceria com o IPDJ (Instituto Português do Desporto e da Juventude) de Faro, onde desenvolve projetos artísticos, nomeadamente exposições na qualidade de artista e curador.

 

GAT.UNO

Pedro Mendes, também conhecido por Gat.Uno, nasceu em Faro em 1993. Atualmente estuda no Mestrado de Artes Plásticas na Faculdade de Belas Artes do Porto, tendo anteriormente completado a Licenciatura de Artes Visuais na FCHS-Universidade do Algarve e frequentado o curso de Design de Cerâmica e Vidro na ESAD nas Caldas da Rainha durante dois anos. O projeto GAT.UNO foi iniciado em 2016 durante a licenciatura em Artes Visuais e consiste numa ponte entre a vida do gato vadio e a vida do ser humano citadino contemporâneo, utilizando em grande parte a representação visual através da utilização do stencil como forma de identificar a classe trabalhadora predominante na nossa sociedade. O conjunto de temáticas representadas constam da crítica política e da sociedade em geral. Embora o projeto tenha sido criado inicialmente apenas para a exposição em espaço urbano, rapidamente se tornou algo maior sendo adotado o nome Gat.Uno como nome artístico. Participou em várias exposições, entre elas, “2.0” , ArQuente Associação, Festival F, 2017 – Faro, “MOMENTO”, Convento de Nª Senhora, 2017 – Loulé, e “289” Projeto de Pedro Cabrita Reis, Associação 289, 14 julho, 2018 – Faro, continuando a desenvolver o seu trabalho atualmente na cidade do Porto no atelier “O Estúdio”.

 

BASAP

Fábio Alexandre Soares, conhecido por BASAP, é um artista plástico licenciado em Artes Visuais pela Universidade do Algarve. O autor tem revelado um interesse particular pelo Desenho, Pintura e também pela Escultura. No ano de 2015, inicia uma intensa pesquisa experimental, cujo desenlace se manifesta no desenvolvimento de imensas, ricas e diversas, vertentes artísticas – dos suportes tradicionais à adaptação de objetos descartados, passando pelo graffiti e street art. A precisão do seu invulgar trabalho junta-se à liberdade e caminham, assim, de mãos dadas sobre a contrastante paleta cromática que as guia, onde a ousadia da cor se impõe, e é uma das características principais, talvez a mais visível no trabalho do Artista. Desde 2018, ano da sua primeira exposição individual, Basap tem vindo a expor de forma regular em grupo, destacando-se algumas exposições como: ‘’XI Bienal Salão das Artes’’, Museu de Vidigueira – Vidigueira, 2018, onde venceu o prémio «Correio da manhã» Criatividade e Originalidade; ‘’Vou mas Fico’’, Fábrica de Braço de Prata – Lisboa, 2019; e ”Regresso ao Futuro”, 289 – Faro, 2020.