Curso de Verão 2019 "Medicamentos: a alta-costura da saúde"

Data: 01 julho - 05 julho  

Horário: 09h30 - 12h30 

Local: Campus de Gambelas, Edifício 2 - Laboratórios de Química

Vagas: 15

Matérias de estudo/cursos de interesse: Farmácia / Ciências Farmacêuticas


Objetivos

Sabias que um medicamento demora, em média, 15 anos a ser desenvolvido?
E sabias que para se chegar a uma molécula farmacologicamente ativa são estudadas milhares de moléculas?
Neste curso poderás adquirir conhecimentos na área da tecnologia farmacêutica, nomeadamente a sua aplicação prática na produção de medicamentos manipulados.

 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Dia 1 julho
Das plantas à síntese química, da inspiração à cura
Desde sempre que o Homem utiliza as plantas para a cura dos seus males, fazendo nos primórdios da civilização, poções que entravam em rituais mágico-religiosos.
Com o desenvolvimento do conhecimento científico, o Homem conseguiu determinar e isolar o(s) componente(s) das plantas que é(são) farmacologicamente ativo(s); e mais que isso, conseguiu sintetiza-los em laboratório. 
Este dia tem como objetivo realizar a extração do princípio ativo de uma planta (eucalipto/, orégãos, etc) e o estudo das propriedades óticas de um terpeno.

Dia 2 julho
Os antibióticos em ação

Os antibióticos foram uma das mais importantes descobertas do Homem e constituem um verdadeiro marco na Saúde, mais propriamente no que toca ao tratamento de doenças infeciosas. São compostos químicos que podem ser produzidos por microrganismos ou sintetizados pelo Homem.
Neste dia haverá a oportunidade de testar os princípios ativos obtidos no dia 1 quanto à sua capacidade antimicrobiana e compará-los entre si.

Dia 3 julho 
Preparação em laboratório de medicamentos manipulados: Xarope para a tosse seca e supositórios de paracetamol.    

Dia 4 julho  
Preparação em laboratório de medicamentos manipulados: Cápsulas de carbonato de cálcio e creme hidratante para peles oleosas.  ​​​​

Dia 5 julho 
Porque é seguro tomar medicamentos?

Os medicamentos dispensados na farmácia estão sujeitos a um exigente controlo de qualidade. Para isso, utilizam-se técnicas analíticas de elevada precisão e exatidão que nos permitem determinar o teor de substância ativa, assim como ensaios físico-químicos (dureza, friabilidade, resistência, entre outros), utilizando amostras representativas de um lote de medicamentos. Adicionalmente, é preciso garantir que o comportamento da forma farmacêutica no organismo (dissolução, absorção, distribuição) é o esperado.
No último dia do curso iremos averiguar a qualidade de várias formas farmacêuticas ao proceder a ensaios de uniformidade de massa, ensaios de uniformidade de teor e de doseamento de princípio ativo.

Nota: Trazer bata branca, calçado fechado e cabelo apanhado.

 

Share Partilhar