Peritos de Engenharia Alimentar do mundo ibero-americano

Peritos de Engenharia Alimentar do mundo ibero-americano

A Universidade do Algarve acolhe, de 1 a 4 de julho, o CIBIA 2019 - XII Congresso Ibero-americano de Engenharia de Alimentos, que terá lugar no Campus de Gambelas. São esperados cerca de 400 participantes e os peritos mais importantes no ramo da Engenharia Alimentar do mundo ibero-americano, para uma iniciativa que contará com várias lições plenárias.

Tendo como mote “Challenging Food Engineering as a Driver Towards Sustainable Food Processing“, o CIBIA 2019 será o primeiro congresso realizado depois da Sociedade Ibero-americana de Engenharia dos Alimentos (SIBIA) ter sido formalmente apresentada, em outubro de 2017, durante o CIBIA XI, em Valparaíso, Chile.

Dos oradores convidados, quatro são portugueses, Isabel Ferreira (Instituto Politécnico de Bragança), Ondina Afonso (Sonae), António Vicente (Universidade do Minho), e Jorge Saraiva (Universidade de Aveiro); e dois vêm de Espanha, José María Lagaron (Universidade Politécnica de Valência) e António Valero Dias (Universidade de Córdova). Já do outro lado do oceano marcaram presença oradores como: José Aguilera (Universidade Pontifícia Católica, Chile), Gustavo Barbosa-Cánovas (Universidade de Washington State) e Paul Singh (Universidade da Califórnia).

Os principais temas em debate centrar-se-ão no estudo de novos processos de conservação de alimentos sustentáveis, que envolvem menos energia e menos calor, afetando menos as suas propriedades físico-químicas, nutricionais e sensoriais. São exemplos destes novos processos, a alta pressão, o processamento por impulsos elétricos ou mesmo as embalagens ativas; o desenvolvimento de forma sustentável de novos alimentos, sobretudo com base na valorização de desperdícios da indústria alimentar, com o objetivo de se conseguir “desperdícios de alimentos zero”. Em debate estarão também temas como o desenvolvimento de novas embalagens biodegradáveis, que possam substituir o plástico que está a ameaçar o ambiente; o estudo do comportamento e alteração das propriedades dos alimentos durante a digestão; a gestão sustentável da cadeia alimentar; a engenharia da Segurança Alimentar; e o comportamento do consumidor. 

A conferência contemplará ainda um workshop orientado pela Ordem dos Engenheiros sobre a importância das associações profissionais no exercício da Engenharia Alimentar no mundo ibero-americano.

Mais informações www.cibia-2019.org​​​​​​​

Share Partilhar