Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

A secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SECTES), Maria Fernanda Rollo, assinalou a abertura do ano académico com uma visita à Universidade do Algarve (UAlg), durante a manhã do dia 19 de setembro.

No Campus de Gambelas, perante uma turma de 45 alunos, do 1º ano do mestrado em Biologia Marinha, Fernanda Rollo assumiu o papel de professora, questionando os novos alunos sobre a sua proveniência, o porquê de terem escolhido este curso e esta Academia, e como estavam a viver esta experiência. O diálogo foi mantido em Inglês, já que nesta turma existem alunos de doze países: Alemanha (2), Áustria (3), Brasil (6), Espanha (3), Estados Unidos (2), França (6), Israel (1), Itália (3), Luxemburgo (1), Polónia (1), Portugal (16) e Roménia (1).

De uma forma unânime, os alunos elegeram, entre muitas outras razões, “a excelência do ensino na área do mar”. Visivelmente impressionada, Fernanda Rollo referiu: “Penso que todos ficamos muito sensibilizados por perceber a alegria destes estudantes, que vêm de países tão diferentes, sobretudo quando dizem que escolheram a Universidade do Algarve porque querem fazer aqui os seus estudos em Biologia Marinha e este é o sítio que encontram mais adequado aos seus interesses”. A secretária de Estado realçou ainda: “o facto de muitos destes estudantes, com proveniências tão diferentes, terem escolhido esta Universidade, mostra bem o reconhecimento internacional que a UAlg tem, a sua competência e capacidade de formação nestas áreas específicas”. Atenta às dificuldades com que alguns estudantes deslocados se têm deparado, constatou ainda que “todos estão instalados, foram muito bem acolhidos e estão muito contentes”. Depois, a governante voltou a lembrar o papel preponderante do Mar, e, na sua opinião, este é um recurso inestimável que deve ser cada vez mais valorizado. “Todos foram muito expressivos na forma como referiram que não existe contexto mais apropriado do que o Algarve e a Universidade do Algarve para se realizarem estudos nesta área”.

A secretária de Estado também assistiu à apresentação dos resultados do Projeto SIAC: Algarve Is Our Campus – Study and Research in Algarve, cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Algarve - CRESC Algarve 2020, através do Sistema de Apoio a Ações Coletivas – Internacionalização, que tem como objetivo promover e reforçar a notoriedade e atratividade da Universidade do Algarve e da Região, através da implementação de ações que visam a internacionalização e o consequente aumento do número de estudantes, docentes e investigadores internacionais.

Ainda no Campus de Gambelas, reuniu-se com o Núcleo de Estudantes Brasileiros da Associação Académica da Universidade do Algarve (ABRAUALG), que tomou posse no dia 14 de setembro, tendo como presidente Roberto Chiodelli, aluno do doutoramento em Psicologia. A representante do Governo procurou saber quais as principais dificuldades com que estes alunos se deparam quando escolhem Portugal para prosseguir os estudos. Recorde-se que atualmente já estudam na UAlg cerca de 800 alunos brasileiros, sendo, além da portuguesa, a nacionalidade mais representada.

Já no Campus da Penha, Fernanda Rollo promoveu um diálogo aberto com alunos de cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP), onde realçou, uma vez mais, a “relevância destes cursos superiores, bem como a sua importância na ligação com o mundo empresarial”.

A terminar a visita, assistiu à apresentação do Projeto do Polo Tecnológico da UAlg, que se propõe criar uma unidade agregadora de um Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia, que assentará a sua atuação na área da Saúde e Bem-Estar; e um Parque de Ciência e Tecnologia, que atuará na área das Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica.