Pólo Tecnológico do Algarve

Logo CRESC Algarve
Logo PT2020
logo UE
Código do Projeto: 
ALG-01-0246-FEDER-000001
Tipologia: 
Institucional
Objetivo Principal: 
Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
Investigador Responsável: 
Paulo Águas
Entidades Beneficiárias: 
Universidade do Algarve
Região de Intervenção: 
Algarve
Data de Aprovação: 
24/04/2019
Data de Início: 
06/08/2018
Data de Conclusão: 
05/06/2020
Custo Total Elegível: 
5.428.571,42 €
Apoio Financeiro da União Europeia: 
3.799.999,99 €
Tipo de Financiamento: 
Fundos da União Europeia
Objetivos, atividades e resultados esperados / atingidos: 
O Polo Tecnológico do Algarve deverá orientar a sua atividade para a conceção e execução de projetos que associem CAPACIDADES DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO, dispersas pelas entidades do sistema científico e tecnológico, com NECESSIDADES DE INOVAÇÃO explicitadas por empresas, por via direta ou através de procedimentos contratuais, com vista à sua aceleração. Deverá, de forma sistemática, procurar criar, valorizar e transferir tecnologia e conhecimento, e promover espaços de acolhimento e interação empresarial, estimulando o fluxo de conhecimento entre as empresas e a Universidade, e promover a criação de novas empresas de base conhecimento. São objetivos do Polo Tecnológico do Algarve, entre outros:
Diversificação da matriz empresarial regional e a captação de empresas de elevada intensidade tecnológica, quer a nível nacional como internacional;
Retenção e atração de recursos humanos altamente qualificados;
Criação de start-ups e spin-offs de base tecnológica;
Captação de investimentos em inovação, potenciando a criação/dinamização de fundos de investimentos;
Atração de centros de investigação, inovação e desenvolvimento tecnológico de grandes empresas nacionais e internacionais, em alinhamento com as dinâmicas regionais;
Promoção e transferência de tecnologia entre empresas, centros de investigação e estabelecimentos do ensino superior;
Reforço da articulação intra-regional e inter-regional, promovendo a participação em redes, europeias e internacionais de inovação;
Divulgação do know how, produtos e serviços disponibilizados pelos associados no exterior;
Alinhamento da atividade empresarial e as linhas de inovação com a Estratégia de Especialização Inteligente (RIS3).