Obras de requalificação de Residência Universitária inauguradas por Elvira Fortunato

A ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, inaugurou as obras de requalificação da Residência Universitária Lote E, na Rua das Hortências, em Gambelas, no passado dia 12 de janeiro.
Share
 

Além da ministra e do reitor da UAlg, Paulo Águas, a inauguração contou ainda com a presença do presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau, e do presidente da CCDR Algarve, José Apolinário.

Elvira Fortunato visitou um dos apartamentos da Residência e conversou com alguns estudantes. Ficou ainda a conhecer detalhadamente as intervenções efetuadas, através das explicações da equipa técnica também presente.

Investimento total ronda os 3,5 milhões de euros

Recorde-se que a Universidade do Algarve efetuou um conjunto de reformulações em três residências universitárias, cujo investimento total ronda os 3,5 milhões de euros, financiados pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) em cerca de 70%.

Além do reforço estrutural, estas intervenções incidiram, sobretudo, ao nível da segurança contra incêndios, comportamento térmico e aumento da eficiência energética, conciliando os objetivos de uma gestão racional do consumo de energia, de acordo com os princípios de eficiência energética, com a garantia de conforto e salubridade do edifício.

As instalações sanitárias das três residências também foram contempladas nesta remodelação. De forma a promover a eficiência hídrica, a UAlg, para além da intervenção em toda a rede de adução de água e rede de drenagem de águas residuais, substituiu os dispositivos de uso de água por outros mais eficientes.

Todas as intervenções de renovação dos edifícios integram a preocupação de uma adequada preservação e valorização da preexistência, bem como a sua conjugação com a melhoria das condições de bem-estar e qualidade de vida dos residentes. A melhoria da qualidade de vida e da habitabilidade estiveram sempre subjacentes a todas as intervenções, que também tiveram em consideração uma relação custo-benefício, no curto e longo prazo.

Em termos de sustentabilidade social, um dos objetivos é não só promover o respeito pela individualidade de cada residente, mas também a convivência entre si, com a adoção de espaços partilhados, como a existência de sala de convívio, de estudo e sala de refeições, promovendo a vivência em comum.

Lançado concurso público internacional para renovação de mais uma residência universitária 

Com vista a continuar a providenciar alojamento de qualidade, a preços acessíveis, garantindo elevados padrões de bem-estar, a Universidade do Algarve lançou recentemente um concurso público internacional para uma empreitada de renovação de mais uma residência universitária, a da Penha, em Faro. O investimento previsto para esta obra é superior a 1,4 milhões de euros.

As intervenções já levadas a cabo incidiram sobre 237 camas e o concurso internacional para a residência da Penha contemplará mais 102 camas. A UAlg pretende continuar a apostar numa resposta integrada e de longo prazo aos estudantes do ensino superior que se encontram deslocados do local da sua residência.