Prémio Manuel Gomes Guerreiro

Pretende galardoar uma obra publicada, livro ou tese de doutoramento, que contribua para o desenvolvimento científico numa das áreas de conhecimento da Universidade do Algarve.

Requisitos

Serão admitidos autores de qualquer nacionalidade, procurando-se estimular, particularmente, os jovens investigadores.

Critérios

Este prémio de caráter anual, organizado pela Universidade do Algarve com o Patrocínio da Câmara Municipal de Loulé e da Câmara Municipal de Faro, pretende premiar o melhor trabalho numa das seguintes áreas: 

  • Artes, Comunicação e Património
  • Ciências Sociais e da Educação
  • Ciências e Tecnologias da Saúde
  • Ciências Exatas e Naturais
  • Economia, Gestão e Turismo
  • Engenharias e Tecnologias

Cada candidato só poderá submeter um trabalho que tenha sido publicado no ano de edição do concurso ou no ano antecedente, que não tenha sido premiado anteriormente.

Caso o candidato se apresente ao concurso com uma tese de doutoramento, esta só será aceite se estiver concluída.

Os trabalhos apresentados a concurso têm que ser obrigatoriamente redigidos em língua portuguesa ou inglesa.

Prémio

O Prémio tem um valor pecuniário único de 10 mil Euros.

Candidatura

Em data a anunciar.

Os interessados deverão preencher o formulário de candidatura e entregá-lo diretamente no Expediente Geral da UAlg, no Campus da Penha, ou enviá-lo por via postal, através de carta registada. O formulário deverá ser acompanhado por três cópias do trabalho, em versão integral, sendo uma em suporte papel e duas em suporte digital. 

Júri do Concurso (edição 2019)

António Rendas
Cláudio Torres
João Carlos Marques
João Ferreira do Amaral
Lídia Jorge
Maria Amélia Martins-Loução

Atribuição do Prémio

O prémio será entregue em dezembro, de cada ano civil, na cerimónia pública do Dia da Universidade.

Documentos

Regulamento para atribuição do Prémio Manuel Gomes Guerreiro
 

Sobre Manuel Gomes Guerreiro

Manuel Gomes Guerreiro nasceu no sítio das Vargens, na freguesia de Querença, no ano de 1919. Foi engenheiro silvicultor, a partir de 1943.

Ingressou nesse mesmo ano na Estação de Experimentação Florestal do Sobreiro, instalada em Alcobaça, e dirigida pela figura prestigiosa de Joaquim Vieira Natividade, tendo-se dedicado especialmente aos estudos das ecologias de algumas espécies da flora florestal portuguesa, nomeadamente dos géneros Populus, Castanea e Quercus.

Em 1967 prestou provas para professor agregado e mais tarde para professor extraordinário da Universidade Técnica de Lisboa, Instituto Superior de Agronomia. A partir da Universidade de Luanda, onde se encontrava em comissão de serviço, foi aprovado, por unanimidade, em 1968, para professor catedrático.

Foi investigador e depois diretor do Instituto de Investigação Científica de Moçambique, a partir de 1958, e, mais tarde, em Angola, diretor dos cursos de Agronomia e de Silvicultura, tendo exercido as funções de vice-reitor da Universidade de Luanda a partir de 1972. Tomou posse, em janeiro de 1974, como vogal da Comissão Instaladora da Universidade de Évora, tendo sido transferido mais tarde, a seu pedido, para a Universidade Nova de Lisboa, onde foi responsável pelo Departamento de Ciências do Ambiente.

Em 1979 foi designado presidente da Comissão Instaladora da Universidade do Algarve, tendo-se tornado o seu primeiro Reitor em 1982, funções que deixou de exercer, a seu pedido, em 1986.

Foi secretário de estado do Ambiente no primeiro governo constitucional nos anos de 1976 e 1977.

Depois de jubilado, em 1989, ingressou, por convite, nos quadros diretivos da Universidade Internacional, tendo sido, pouco tempos depois, eleito vice-reitor da mesma instituição de ensino superior.

É autor de vasta bibliografia, especialmente nos domínios da Silvicultura, da Ecologia e do Ensino.

Manuel Gomes Guerreiro foi uma das mais destacadas figuras do Algarve do século XX, não só como cidadão, mas também como cientista.

Faleceu a 10 de abril de 2000.

Manuel Gomes Guerreiro

Universidade do Algarve

 

Câmara Municipal de Faro

 

Câmara Municipal de Loulé

 

 

 
 
Contacto