Arquitetura Paisagista

Licenciatura
Ensino Universitário
Diurno
Idioma de Lecionação
Português
Unidade Orgânica
Faculdade de Ciências e Tecnologia
Área Temática
Ciências Exatas e Naturais
 
Apresentação
A formação do arquiteto paisagista integra as artes, as ciências naturais e as ciências sociais, com o objetivo de dotar o futuro profissional com competências para o estudo e para a intervenção nas paisagens urbana, rural e natural. As aulas de projeto e de ordenamento do território são a essência da sua formação, secundadas por disciplinas das áreas artísticas, científicas, técnicas e sociais. Alunos com vocação para arquitetura e design, com uma forte sensibilidade ecológica, gosto pelas ciências naturais e capacidade criativa para propor soluções inovadoras aplicáveis aos problemas atuais das paisagens urbanas, rurais e naturais assim como os alunos das áreas das ciências naturais com sensibilidade pelas áreas artísticas e históricas são os potenciais candidatos a esta licenciatura. O curso tem uma duração de 3 anos, equivalentes a 180 ECTS.

Objetivos

Formar arquitetos paisagistas com uma sólida base artística, científica, técnica e social com competências para intervir em espaços verdes públicos, espaços urbanos, jardins particulares, recuperação de jardins históricos, empreendimentos turísticos e espaços de lazer, recuperação de paisagens degradadas, integração de infraestruturas, planos de ordenamento territorial e projetos de gestão de áreas naturais e paisagens protegidas.

Competências

O arquiteto paisagista formado na FCT da UAlg fica apto a intervir nas paisagens urbana, rural e natural e simultaneamente a integrar equipas pluridisciplinares.

Obtido o 1.º ciclo (licenciatura) o aluno fica apto a integrar equipas de projeto, com supervisão de um arquiteto paisagista com licenciatura pré-Bolonha ou mestrado de Bolonha e tem formação básica necessária para acesso direto ao mestrado (2º ciclo), com a duração de 2 anos.

Estes 5 anos de formação (1.º ciclo – 180 ECTS + 2.º ciclo - 120 ECTS) são reconhecidos pela APAP (Associação Portuguesa de Arquitetos Paisagistas) e pela EFLA (European Foundation of Landscape Architecture), permitindo assim o exercício profissional como Arquiteto Paisagista.

História

O curso de Arquitetura Paisagista foi criado em 1999 (Deliberação do Senado n.º 369/99, publicada no DR, 2ª s, n.º 145, de 26 de junho), adequado a Bolonha em 2009 (Deliberação n.º 1176/2009, publicada no DR, 2ª s, n.º 77, em 21 de abril) e alterado em 2012 (Despacho 8362/2012, publicado DR, 2ª série, nº119, de 21 de Junho de 2012, alterado pela Declaração Retificativa n.º 937/2012, publicada no DR, 2ª s, nº141, de 23 de julho de 2012).

A candidatura ao ensino superior público é feita anualmente através de concurso nacional e concursos especiais.
Documento
 
Saídas Profissionais
  • Gabinetes de estudos e projetos
  • Empresas de construção e manutenção de espaços verdes
  • Empreendimentos turísticos
  • Administração Pública
  • Autarquias
  • Instituições e associações de desenvolvimento (planeamento e/ou gestão da paisagem e do território)